ROTA ROMÂNTICA

 A MARAVILHOSA ROTA ROMÂNTICA

Hoje vamos enveredar pelas cênicas estradas alemãs com destino à Rota Romântica, na Baviera. A Rota Romântica, Romantische Strasse, é hoje um dos principais destinos turístico da Alemanha. Trata-se de um trecho de aproximadamente 350 km, que começa na cidade Wuzburg e termina em Füssen ou vice versa… São 28 pequenas cidades e visita-las é um verdadeiro deleite, pois o  trecho é  formado por estradas  que descortinam paisagens de fábulas, com cenários campestres que até parecem os jardins do paraíso, lindas montanhas, castelos, vegetação exuberante e, é claro, os maravilhosos vilarejos com casinhas em estilo enxaimel .

 O ROTEIRO

Decidimos chegar por Munique, lá pegamos o carro no aeroporto e fomos para Innsbruck, onde temos amigos. No caminho passamos por uma cidade imperdível: Oberamengau, simplesmente linda!!!! Mas esse é assunto para outro post. Você também pode começar o seu percurso por Frankfurt, que fica bem perto de Wuzburg e seguir, rumo aos Alpes, em direção a Füssen , tudo depende de suas prioridades.

Oberamengau

Dormimos em Innsbruck. Como já conhecíamos, no outro dia fomos para Mittenwald, mais uma linda cidadezinha perto da Rota Romântica. É quase impossível se ater a um roteiro pré-estabelecido quando se tem cidadezinhas encantáveis no entorno… Foi o nosso caso, havíamos decidido conhecer cinco cidades da Rota Romântica, Füssen, Dinkelsbühl, Schillingsfürst, Rothenburg ob der Tauber e Landesberg am Lech, no entanto só foi possível conhecer três!

Bem, continuando o nosso lindo passeio, de Mittenwald fomos para Zugspitze, a montanha mais alta da Alemanha, que fica às margens do Lago Eibsee, onde almoçamos,  de lá fomos para a maravilhosa Garmisch-Partenkirchen e depois voltamos para Innsbruck.

Garmisch-Partenkirchen

No dia seguinte fomos conhecer a famosa Igrejinha Wies, que fica no meio de campos verdejantes, com os Alpes como pano de fundo e paisagem belíssima! Daí fomos para Füssen. Ufa, conseguimos enfim chegar  à Rota Romântica! Mas aí, mais uma vez saímos da rota e fomos conhecer as cidades de Constanza, Mainau e Lindau que ficam no lindo lago Constanza, que faz fronteira com três países, Áustria, Alemanha e Suíça,  antes, porém,  visitamos a belíssima  Stein an Rhein. Estava ali, tão pertinho, impossível resistir rsrsrs. Depois fomos para Dinkelsbuhl e Rothenburg ob der Tauber, na Rota Romântica .

Esse é um roteiro muito bonito, pois, além das cidadezinhas da Rota Romântica, inclui belíssimas cidades que não fazem parte dessa rota e ficam muito próximas umas das outras, mas infelizmente vimos pouco da rota. Sem dúvida terei que voltar um dia, coisa que me deixa bastante feliz, pois adorarei retornar.  Nesse post falarei apenas sobre as cidades da Rota Romântica, em outra postagem, falarei sobre as outras cidades visitadas.

AS CIDADES:

 FÜSSEN E O CASTELO DE NEUSCHWANSTEIN

Castelo Neuschwanstein

As grandes atrações na região de Füssen são sem dúvida os castelos Neuschwanstein e Hohenschwang que ficam a alguns quilômetros da cidade, na pequena vila de Hohenschwangauim.

O belíssimo e imponente Castelo Neuschwanstein começou a ser construído no ano de 1869, por ordem do rei Ludwing II da Baviera, o rei louco, e foi concluído em 1886. Foi inspirado em uma das óperas de Richard Wagner, de quem Ludwing era fã ardoroso. O nome Neuschwanstein que dizer “o novo cisne de pedra”, uma alusão à ópera Lohengrin, “Cavaleiro do Cisne”, do famoso compositor. Foi nesse castelo que Walter Disney se inspirou para criar o castelo de Cinderela. Não tenha dúvida que ele é realmente um deslumbramento, simplesmente lindo, digno de contos de fadas e princesas, e nada que eu escreva será suficiente para descrever tamanha beleza. Ele está localizado no alto de uma linda colina de onde você tem uma vista estupenda do vale em toda a sua beleza.

COMO CHEGAR AO CASTELO

Para chegar a esse lindo castelo você deve comprar o bilhete no Ticket Center de Hohenschwangau, que custa 12 euros e de lá pegar um ônibus que custa  1,80 euros, até a Mariensbrücke, a famosa ponte sobre o desfiladeiro Pöllat, de onde você tem uma vista perfeita do castelo e as fotos são belíssimas. O problema é encontrar um espaço vazio na ponte, pois é um dos lugares mais visitados da Alemanha.

Ticket Center de Hohenschwangau

Para visitar o interior do castelo, que só pode ser feito com visita guiada,  o ideal seria fazer um agendamento pela internet até dois dias antes da visita. Esse agendamento é importante principalmente no verão quando o fluxo de turistas é muito grande, para evitar que você tenha o desprazer de não encontrar bilhetes. De posse desse bilhete fique na frente do castelo e aguarde o seu horário que será mostrado em um painel eletrônico.

Existem três maneiras de você chegar ao castelo, uma foi a forma que cheguei, de  ônibus, que lhe deixará perto da Mariensbrücke, mas fique atento pois as vezes a fila para comprar o ticket e a de esperar o ônibus, são muito grandes e você pode perder a hora do agendamento e não será reembolsado; outra maneira é a de charrete que lhe deixará depois do castelo, e outra é indo de ônibus e voltando de charrete, a decisão é sua. Ah, você também poderá ir caminhando… mas são 30 minutos subindo ladeira…

Fila do ônibus que leva ao castelo

 

Eu e minhas amigas já bem pertinho do castelo

 

CASTELO DE HOHENSCHWANGAU

O outro castelo, o Hohenschwangau, menos conhecido, mas também muito bonito, é o castelo onde o Rei Ludwig passou toda a sua infância e foi construído por seu pai o rei Maximiliano II da Baviera. Fica em frente ao castelo Neuschwansteis, às margens do belíssimo Lago Schwansee. Para visita-lo você também terá que comprar o bilhete no Ticket Center de Hohenschwangau,  que também custa 12 euros, da mesma forma sugiro o agendamento pela internet.

DINKESLSBUHL

Essa pequena cidade me chamou atenção pelas cores das casas, são todas em tons terrosos, me fizeram lembrar um jogo de montar que eu tinha quando era criança e que, depois de montado, as casinhas tinham o teto triangular exatamente como são as casas de Dinkeslbuhl, simplesmente lindas!

Centro antigo com a Catedral São Jorge ao fundo

Trata-se de uma cidade medieval murada, com 16 torres, localizada no distrito de Ansbach. Seu centro histórico é o complexo medieval mais bem preservado da Alemanha, com suas casinhas com madeirame à vista, no lindo estilo enxaimel, tão característico nessa região da Rota Romântica. Resistiu quase intacta à guerra dos 30 anos e à II guerra Mundial. Diz a lenda que, durante a Guerra dos 30 anos, uma criança chamada Lore, pediu aos suecos que não destruíssem a cidade e os mesmos atenderam ao pedido da menina. Hoje essa data é comemorada com muita festa, com a famosa Kinderzeche, que acontece todos os anos na cidade.

ROTHENBURG OF DER TAUBER

Essa é outra cidadezinha encantada, parece que o tempo parou em Rothenburg , as casinhas em enxaimel decoram com elegância as ruazinhas de paralelepípedos, as lojas muito bem decoradas são um convite para os olhos, o centro histórico lhe transporta para épocas passadas. Que delícia!  Observe as fotos acima e diga se não parece o cenário de um filme de fábulas infantil? Da até para ver os duendes e as fadinhas caminhando rsrsrs. Não é a toa que essa é a cidade mais famosa da Rota Romântica e que tenha inspirado Walter Disney para criar o cenário do filme Pinocchio

Rothemburg é uma linda cidade que tem o centro antigo contornado por uma enorme muralha medieval. Existe uma porta nessa muralha que tem escadas onde você pode subir, caminhar  e observar a cidade por um outro ângulo.

 

 

 

 

 

Muralhas que cercam a cidade

Na praça principal, a Marktplaz você encontrará o o prédio da prefeitura, Rathaus, e o Posto de Turismo, um prédio branco com o relógio que de hora em hora, das 10h às 22h, sai um bonequinho com um copo na mão, fazendo alusão ao “trago Magistral” , que, segundo a lenda, o prefeito,  para salvar a cidade da destruição, na guerra dos 30 anos, tomou mais de três litros de cerveja em um único gole… por esse motivo a cidade não foi destuida e conserva até hoje todo o charme de uma cidade medieval. Bendito prefeito!

 

Mas, lendas à parte, voltemos  aos tempos atuais, seguindo a  Obere Schmiedgasse você encontrará o ponto mais visitado de Rothemburg, a famosa bifurcação Plönlein, uma casa em enxaimel com uma fonte na frente e duas ruas laterais, com uma torre ao fundo de cada rua, à direita a Torre Kobolzeller e à esquerda a Siebersturm. Esse é, sem dúvida o ponto mais fotografado da cidade.

Bifurcação Plönlein

O comércio de Rothemburg é encantador com lojinhas com temas de Natal e gastronômico. A sua loja mais famosa é a Käthe Wohlfahrt, um espetáculo à parte! Ao entrar nessa loja você entra em um mundo encantado, cheio de enfeites para o natal, essa é a maior loja de temas natalinos do mundo . É no primeiro andar dessa loja que funciona o Museu Alemão do Natal.

 

Em Rothemburg existe um doce tradicional, o Rothenburger Schneeballen, um doce feito com uma massa fina, enrolado em forma de bola, frito e depois passado no açúcar com canela, mas existem outros sabores como chocolate, nozes e marzipãn. Você vai encontrar esse doce em várias lojas da cidade.

ONDE FICAR

Essa é sem dúvida alguma uma cidade onde você deve pernoitar quando estiver fazendo a Rota Romântica. Procure um hotel dentro do centro histórico para melhor sentir o clima medieval da cidade, pois à noite a iluminação é bem discreta dando um ar melancólico à cidade. Quando estávamos pesquisando os hotéis, tentamos ficar no centro histórico, mas infelizmente já não havia hotéis disponíveis, no entanto encontramos um hotel bem perto do portão de entrada, O Hotel Happen, na Vorm Würzburger, infelizmente não ficamos muito satisfeitas com esse hotel,  pois nos colocaram em um anexo e estava havendo uma reforma enorme no terreno vizinho… Problemas à parte, a posição foi quase perfeita, pois ficamos bem pertinho do portão de entrada do centro histórico.

 

ALGUMAS DICAS SOBRE A ROTA ROMÂNTICA:

O QUE COMER

Você está na Alemanha, não pode deixar de comer o famoso joelho de porco ou Aisben,  as maravilhosas salsichas da região ou Wurst, o delicioso “bife à milanesa” feito com carne de porco ou Schnitzel, o Pretzel, uma espécie de pão em forma de um grande nó, ou o tão conhecido chucrute ou samerkraut, sem esquecer do Spatzle, uma espécie de massa curta que servem como acompanhamento, huuuum, eu adoro! Tudo isso acompanhado por uma boa caneca de cerveja.

As deliciosas salsichas alemãs

COMO CHEGAR

A melhor forma de explorar a Rota Romântica é sem dúvida alguma de carro, você administra o seu tempo como lhe convém, parando nas lindas estradinhas para admirar a paisagem, mas para isso é necessário um GPS, pois as estradas, apesar de maravilhosas, não são muito bem sinalizadas. O ideal mesmo seria o GPS e um mapa de apoio. Você também pode chegar à Rota Romântica de trem usando o Bayern Ticket, mas nem todas as cidades são ligadas pela ferrovia, sendo necessário utilizar ônibus que fazem essa conexão. Existe ainda a opção de pegar um ônibus turístico, o Romantic Road Coach, que sai de Munique e de Frankfurt, válido por 6 meses, que funciona naquele esquema hop-on,        hop-off,  mas o bom mesmo é ter um carrinho à sua disposição.

 

 

Como você pode observar, a Rota Romântica é um destino encantador e você não pode deixar de conhecer. No nosso próximo encontro falarei um pouco sobre as cidades que me fizeram desviar desse roteiro cheio charme. Espero que você tenha gostado e caso tenha alguma dúvida, ficarei feliz em ajudar.