SPLIT

 SPLIT E O PALÁCIO DE DIOCLECIANO


Por Flávia Bordogna
Riva - O lindo calçadão de Split

Riva – O lindo calçadão de Split

Dando continuidade à série de posts sobre a Croácia, hoje vamos falar sobre Split.  Split é a segunda maior cidade da Croácia, localizada na região da Dalmácia, às margens do Adriático, cercada por lindas montanhas. Como já falei no post anterior, visitei Split em 2009 e em 2013 voltei com um grupo de amigos.

Formatura de Babi 2842 - Cópia

A cidade é uma gracinha!! Suas ruas de pedras calcária brancas, o enorme calçadão, a famosa Riva, com suas  palmeiras imponentes, o movimentado porto, o vai e vem dos turistas e, principalmente, o Palácio de Diocleciano, fazem de Split um dos principais destinos de verão da Croácia.

20130610_093641

A  cidade  cresceu ao redor do Palácio Diocleciano, trade market daquela cidade. Em 1979, o palácio foi tombado como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e está localizado na Old Town ou Stari Grad. Dentro dele funcionam lojas, bares, restaurantes, feirinhas de artesanato, igrejas e  hotéis. Com a forma de um imenso retângulo, e uma porta em cada lado, porta de Ferro a oeste, a de Prata ao leste, a de Bronze ao sul e a de Ouro ao norte, esse palácio impressiona pelas dimensões, parece uma pequena cidade, com suas ruas e suas características próprias! Achei muito legal passear por aquelas ruazinhas, observando os detalhes, como a esfinge preta trazidas do Egito, colunas, também do Egito, as caves abobadadas, a Catedral de São Domnio, antigo mausoléu de Diocleciano, com sua bela torre (Peristil), o templo de Júpiter, etc. Tudo tão bem preservado, que até parecia que eu havia voltado no tempo, e estava vivendo realmente aquela história. Tinha até dois enormes centuriões vestidos a caráter para completar aquela minha viagem no tempo rs… Mas eram atores que todos os dias, ao meio dia, fazem apresentações teatrais, o Roman Guard, e depois ficam lá para fazer fotos com os turistas.

Formatura de Babi 2864

Fora desse castelo, na saída da porta de ouro, você vai encontrar a enorme estátua do Bispo Gregório Nin, que introduziu o idioma croata nos rituais cristãos. Não deixe de tocar no pé da estátua pois, seguindo a lenda, tráz felicidade, e felicidade nunca é demais, não é verdade?

Estátua de Gregório Nin

Estátua de Gregório Nin

O Palácio de Diocleciano é tão bem preservado que foi usado como set de filmagens para a série Games of Thrones, aí, como em uma máquina do tempo, os porões, ou Podrumi do castelo, que antigamente eram depósito de lixo, se transformaram na sala do trono de Khaleesi e no grande espaço onde os dragões foram aprisionados, acho que essas cenas são da 4ª temporada. Adoro essa série da HBO e, quando vi o filme, achei o máximo já ter estado naquele lugar. O palácio fica na Riva, lindo calçadão à beira-mar, cheio de bares, restaurantes com mesinhas na calçada. Esse calçadão todo de pedra polida branca é repleto de lindas palmeiras que dão um charme enorme àquela cidade. Fora dos portões desse palácio, existe uma cidade muito agradável que vale a pena conhecer. No verão a cidade pulsa, são muitos turistas, barcos ancorados, iates de luxo, muita música e animação. Eu adorei!

Riva - O lindo calçadão de Split

Riva – O lindo calçadão de Split

Split é perfeita como base para quem deseja visitar as paradisíacas ilhas da região, como Hvar, Korcula, Trogir, Vis, Brac e Solta, pois é do porto de Split que saem os ferryboats das empresas Jadrolinija e Snav para diversos pontos da Croácia  e países vizinhos, entre no site da Jadrolinija ou no site da Snav para programar a sua viagem. Dormimos três noites naquela cidade,  pois aproveitamos para fazer  um Day trip para Trogir,  outro para a   Hvar, e um outro para conhecer a cidade, assim ficamos tranquilos, sem ficar mudando de hotel, porém acho que deveríamos ter dormido pelo menos uma noite na Ilha de Hvar, estávamos em pleno verão e aquela ilha é o máximo nessa época, com muitas baladas. #Fica então aqui a dica.

Split à noite

Split à noite

Depois de visitar Dubrovnik, a Bósnia e Montenegro, voltamos para Split e pegamos um ferry boat   para Ancona na Itália, achei uma ótima opção! Os  ferries funcionam também como  hotéis, com pequenos quartos e café  da manhã, tem até boates e shows! É como um pequeno cruzeiro. Adorei porque assim você economiza tempo, pois passa a noite viajando, foram umas  nove horas de viagem.  No nosso próximo encontro falarei um pouco sobre a belíssima ilha Hvar.  Espero vocês.

O Porto de Split

O Porto de Split

DICAS RÁPIDAS

ONDE FICAR:

Nas duas vezes que estive em Split me hospedei no Hotel Globo, não é  muito central, uns 15 minutos a pé para a Riva,  mas tem estacionamento perto e é um bom hotel. Tentei fica no Veslibul Palace que fica dentro do palácio, mas, como eu estava com um grupo,  não tinha quartos suficientes; outra opção seria ficar em um dos diversos apartamentos (casas transformadas em dormitórios) existentes na cidade que parecem bem legais.

 ONDE COMER:

As pequenas Konobas (tratorias), são ótimas, servem comida croata e italiana, comi muito bem em Split, só não aconselho comer na Riva, lá a comida é muito “turística”. Existem ótimos restaurantes nas ruazinhas do centro antigo.

COMO CHEGAR:

Fomos de carro partindo de Opatija. Na  minha opinião essa é sem dúvida a melhor maneira de explorar a Croácia, já falei isso no post anterior, mas chegar em Split não é complicado, o pequeno aeroporto fica a apenas 20 km da cidade, depois, por 5 euros, você pega um ônibus que lhe  deixa na Riva.

O QUE FAZER:

Passear na Riva, visitar o palácio, a praça, o porão (Podrumi) e subir no Perestil (torre) da igreja; ir ao Monte Marjan, com seus  179 metros de altura e fazer fotos lindas.